Avião desvia de OVNI no Canadá!

Avião desvia de OVNI no Canadá
Avião desvia de OVNI no Canadá

14 de novembro de 2016, Toronto, Canadá. Um avião da companhia Porter Airlines com 54 passageiros a bordo, estava a 55 kilometros do aeroporto Billy Bishop.  O avião estava a 9.000 pés de altitude e sobrevoava o lago Ontario. Parecia mais um dia calmo, como outro qualquer.

De repente, os pitotos perceberam algo a frente de avião. Foi tudo muito rápido! Não houve tempo para pensar, os pilotos tiveram que fazer uma manobra evasiva para desviar do objeto!

Os pilotos informaram que foi tudo muito rápido.  A primeira impressão que tiveram quando avistaram o objeto a distância, foi pensar que tratava-se de um balão.

Aparentemente o objeto estava parado no ar.  Logo em seguida notaram que estavam em rota de colisão. E tiveram que desviar. Os pilotos desviaram para baixo, passando em baixo do OVNI.

O movimento foi tão brusco que dois tripulantes do avião se feriram e tiveram que ser encaminhados ao Hospital após o pouso.

 

Simulação mostra como um avião desviou de um OVNI em Toronto no Canadá
Simulação mostra como um avião desviou de um OVNI em Toronto no Canadá

O que era o objeto?

Segundo a companhia, os pilotos não conseguiram determinar o que era o objeto avistado. Mas foi dito a imprensa que pode se tratar de um drone.

No momento da quase colisão, o avião sobrevoava o lago Ontario. Só que o lago Ontario, não é qualquer laguinho não. Ele é um dos cinco grandes lagos da América do Norte. Embora seja o menor dos cinco, ainda sim é um imenso lago com mais de 18.000 kilometros quadrados.

O OVNI foi avistado em cima do lago a 16 kilometros da costa. Se fosse um drone, teria que ser um drone de longo alcance. A não ser que o operador do drone estivesse em um barco no lago Ontário.

Mas aí há outro ponto duvidoso. O avião estava a 9.000 pés de altitude.

Segundo Roger Williams, presidente da Model Aeronautics Assotiation of Canadá, existem sim drones que podem atingir esta altitude. Porém, não haveria uma razão viável para uma empresa ou alguém dono de um equipamento deste porte, estivesse operando a esta altitude.

Ainda mais que no Canadá há uma lei do qual, qualquer usuário de equipamentos de aeromodelismo e drones, não possam voar acima de 90 metros de altitude, 90 metros é o equivalente a um prédio de 30 andares. E também é proibido vôos a menos de 9 km de distância de qualquer aeroporto.

Conclusão, pode ter sido um drone? Pode ter sido sim, mas há de convir que é muito improvável.

As investigações continuam no Canadá. As gravações de vóz dos pilotos e o gravador de dados do vôo foram enviados para análise.

Este caso dificilmente terá um desfecho já que a principal evidência foi o próprio contato visual dos pilotos. E este foi muito rápido, dificultando a indentificação.

Agora, olha que interessante! Curiosamente, pouco mais de uma semana depois, o usuário brasileiro do Youtube, Zarillo Neto, conseguiu gravar um OVNI, sobrevoando a cidade de Toronto no Canadá!

Pode não haver relação nenhuma, mas é bem curioso dois avistamentos de objetos não identificados na mesma cidade, e num prazo de 8 dias.

 Fontes:
http://ottawacitizen.com/news/national/defence-watch/did-a-drone-cause-a-passenger-plane-to-take-evasive-action-investigators-cant-say
http://www.ottawasun.com/2016/11/14/near-collision-with-suspected-drone-injures-crew-members-on-porter-flight-from-ottawa
http://www.cp24.com/mobile/news/porter-plane-nearly-collided-with-unidentified-airborne-object-tsb-1.3172026